Agora, para além de aceder às passwords Meo/Thomson/D-Link pode divertir-se no nosso site, veja os nossos conteúdos de entretenimento
‘Melhor’ aluno chegou à faculdade sem acabar o liceu
Artigo publicado a 20 Mai, 2011 em Internet por Pimpão

O Socrates estava habituado a exames ao domingo, por isso criou o Novas Oportunidades para que todos possam ter o 12º quase sem fazer nada. Este aluno só beneficiou da oportunidade dada, entrando na faculdade com o estatuto de melhor aluno, média de 20.

 

 

Tomás Bacelos, de 23 anos, é considerado o «melhor» aluno do país a entrar este ano na faculdade. A nota de entrada não deixa margem para dúvidas – 20 valores – , mas o caso torna-se particular pelo facto deste jovem não ter terminado o 12.º ano da forma habitual, mas sim através das Novas Oportunidades.

 

A história é revelada este sábado pelo Expresso e começa como a de muitos jovens. Tomás começou a ter dificuldades em terminar o ensino secundário. Por muito que tentasse não conseguia fazer a disciplina de matemática e os vários chumbos fizeram com que desistisse da escola sem acabar o liceu.

No ano passado, conseguiu arranjar uma solução. Inscreveu-se num Centro de Novas Oportunidades em Esposende, frequentou os módulos de Saberes Fundamentais e Gestão e conseguiu a equivalência ao 12.º ano.

Agora entrou na Universidade de Aveiro, no curso de Tradução, e, de acordo com as listas do Ministério do Ensino Superior, é o aluno com a nota mais elevada de entrada.

Os 20 valores que colocam Tomás no topo da lista das melhores notas de entrada na faculdade não têm em conta as notas do secundário, que Tomás não terminou. Foram a nota que teve no exame nacional de inglês, a prova específica para entrar no curso de Tradução.

De acordo com a lei, os alunos que concluíram o secundário através de vias que não prevêem a atribuição de notas (o que acontece nos cursos do programa Novas Oportunidades) e que querem aceder à Universidade concorrem apenas com as classificações que obtêm nos exames nacionais exigidos como provas de ingresso no curso que querem. A nota que obtiverem nas provas de ingresso vale como nota de conclusão do secundário.

A situação é, por isso, permitida por lei. Mas Tomás sente que beneficiou de uma injustiça. «Para mim, foi óptimo, Mas é claro que é bastante injusto porque os outros passam anos a esforçar-se para terem boas médias. Com o Novas Oportunidades, uma pessoa que só tem o 7.º ano pode fazer o 9.º em seis meses e a seguir, em ano e meio, consegue tirar o 12.º. Se tiver sorte, pode passar à frente [no acesso à universidade] e tirar o lugar às pessoas que fizeram esse esforço. Conheço quem tenha entrado assim no ensino superior», admite Tomás em declarações ao Expresso.
Fonte: AEIOU.pt

 

Este artigo tem 33 opiniões

  1. Pavlo Vatavu

    E agora pergunto-me: para quê é que estou a estudar?
    Podia deixar a escola já, e mais tarde increver-me no Cento de novas oportunidades, e também entrar na faculdade.

  2. Dai o nome do site lixei.me ..

  3. Mark

    nao acho mal nenhum, pode ser injusto mas se ando uma pessoa no secundario e nao consegue acabar matematica (ou outra disciplina que seja) porque não ter esta hipótese? eu acho bem. nao percebo porque contestam e criticam, é uma forma como todas a outras de acabar o 12 ano, era bem pior se o curso de novas oportunidades tambem desse nota a contar para a media, porque o pessoal le isto e tal mas nem 80% do pessoal consegue tirar 20 na especifica, este conseguiu pronto. agora se o curso de novas oportunidades tambem contasse para a media tiravam tipo 17/18 e 12 ou assim na especifica e vejam bem o que acontecia…

  4. Sérgio Salvado

    Mark, em resposta ao seu comentário, imagine que neste momento ninguem quer andar 3 anos no secundário (que seca) e em 6 ou 8 meses tira o 12º ano, e que concorre a uma universidade pública e por causa de uma pessoa das novas oportunidades ter entrado com um média superior à sua, como ficaria??? "aposto que lixado".
    Actuamente o ensino em Portugal é degradante isto porque pessoas que tiram esses cursos entram no ensino superior e os seus níveis de conhecimento é tao baixo que em vez de completar uma licenciatura em 3 anos (normal) andam 5 ou 6 ano, e o que origina???
    A competitividade , a nivel de oferta, mas profissionalismo é reduzida
    Agora pense

    • caitana

      sergio, nao sao os unicos existem muitos meninos que o fazem de propósito só para não encararem a responsabilidade de crescer.
      ao menos quem faz N.O. tenta valorizar a sua vida, muitos nao puderam estudar mais, tiveram q optar por ir trabalhar e agora têm uma OPORTUNIDADE de voltar a estudar e esperar que n seja tarde para terem uma esperança de futuro igual aos outros

  5. Pedro

    So quem finda o 12º num secundario é que tem direito a ingressar na faculdade?
    Faria o mesmo para nao ter que perder 3 anos a receber informação inutil.

  6. Indignada

    ACHO INJUSTO UM JOVEM ESTUDAR AFINCADAMENTE 12 ANOS PARA CONSEGUIR BOAS NOTAS PARA ENTRAR NA UNIVERSIDADE E SER PASSADO POR JOVENS QUE NÃO SE ESFORÇARAM QUE PASSARAM A SUA JUVENTUDE NA PREGUIÇA E COM AS NOVAS OPORTUNIDADES TEREM A FACILIDADE DE CONCORREREM À UNIVERSIDADE E ENTRAREM E ROUBAREM O LUGAR AOS VERDADEIROS ESTUDANTES. AS NOVAS OPORTUNIDADES É UMA FANTOCHADA, É UM INSULTO À INTELIGÊNCIA DOS VERDADEIROS ESTUDANTE. QUEM QUER O 6º, 9º OU O 12º ANO SÓ O DEVERIAM TER ESTUDANDO NO ENSINO NORMAL. AS NOVAS OPORTUNIDADES NÃO DEVERIAM DE EXISTIR. ASSIM, OS JOVENS DEIXAM DE SE ESFORÇAR, DESISTEM DE ESTUDAR E DEPOIS INSCREVEM-SE NAS NOVAS OPORTUNIDADES E "VOILÁ" FICAM COM O 12º ANO SEM ESFORÇO. ACHO MESMO MUITO INJUSTO. SE EU ESTIVESSE NO NOVO GOVERNO ACABAVA COM ESTA PALHAÇADA . AS NOVAS OPORTUNIDADES DEIXAVAM DE EXISTIR.

    • caitana

      para a indignada
      pois é afinacadamente 12 anos em que metade foi para fazer render o peixe, e em que se acaba a faculdade com 30 anos,poi esses é que mereceram entrar na uni.

    • NKS

      O Tomás Bacelos teve todo o mérito em entrar.Na prova específica mostrou o que valia.
      Quem tem unhas é quem toca viola…

  7. Nitinha

    Minha gente, antes de mais informem-se antes de falar sobre o que quer que seja, pois nem toda a informação dada pelos mass media é a mais completa e informa de forma correcta. Deixe-me esclarecer-vos caso seja possivel.
    Este senhor não entrou na universidade por ter feito o processo novas oportunidades, este senhor entrou na universidade através de um programa que se chama MAIORES DE 23, antigo exame had-hok. Este programa consignado na lei dá direito a que qualquer adulto independentemente da escolaridade que tenha, pode ter até só a 4º classe, desde que tenha mais de 23 anos e faça um exame de cultura geral e outro especifico dado pela universidade a que este esteja a concorrer, e desde que o faça com sucesso possa integrar na universidade. E como alguém referia, não, a pessoa não rouba lugar a ninguém porque existe um nº de vagas para estas pessoas, assim como existe para os militares, estrangeiros, etc.
    E mais vos digo, os Maiores de 23 já existem há muitos anos, mesmo antes de existirem os centros novas oportunidades.
    Assim aconselho que se informem antes de criticar o que quer que seja….

  8. luu22

    excelente resposta Nitinha!

  9. Pedro

    agradeco uma fonte

  10. Mpro

    O que a Nitinha disse é verdade e isso não é para todos. Não é só chegar, inscrever e entrar. exige testes… Se fizermos um balanço do antes e depois existência do programa novas oportunidades, vamos chegar a conclusão que há actualmente mais português a querer estudar e aprender o que é bom para o país.
    Obviamente que depois existem diploma e diplomas/ percursos escolares, uns com mais qualificação e peso para muitos que estudam fora destes programas (mais exigente).
    É verdade que também existem muitos alunos a estudar e a perder anos e anos para concluir uma disciplina (Matemática) … e no fundo até são alunos com grandes capacidades e minados de bom conhecimento prático (Fundamental para o mercado).

  11. Pasf

    Boas,
    trabalhei numa escola, sei como são as provas dos antigos ad-hoc, nem se podem comparar aos do secundário normal, as provas das novas oportunidades idem aspas, alem de que por detrás do 9º ao 12º está toda uma formação académica e cívica que nos fica presente para a universidade. Também sou universitário, ainda por concluir, na estatal. Tentem perceber então a "boca" do Bastonário da ordem dos advogados, i.e. não acabou o secundário, porque não conseguiu, fez o 9º-12º nas novas oportunidades ou antigo ad-hoc, vai para uma privada e tira direito, já é advogado, não concordo e acho que o Sr. Bastonário têm razão.
    Cumps

  12. PAULO

    Isto de DAR 12º ano a semi-analfabetos é uma tristeza!
    Só mesmo neste país.

    • Para o Paulo:
      Não gostas do teu país?
      Põem-te no crl marrokino da mrd!
      Tou farto desta gente sempre a criticar o meu país.
      Vocês não sabem o que é o nosso país.

    • Margarida

      Tens razão e o exame-ad-hoc não tem matemática, alem do Português

    • caitana

      nao tas bem vai andando, não precisamos de anti tugas.
      o nosso país precisa de todos nós para o elevar nao para o mandar a baixo.
      ao menos os das novas oportunidades estão a tentar ….

    • caitana

      nao sei se sabes mas ninguem da nada a ninguem.
      se calhar a ti os papas deram…

  13. Roberto

    Ó Paulo, se é para analfabetos sugiro que vás a um exame matemática maiores 23 para acesso à universidade e depois diz qualquer coisa pode ser que mudes de opinião, quem passar garanto-te a ti que não deve muito a quem vem do secundário. Para teres uma ideia a mim que fiz um novas oportunidades e caí no erro de escolher algo ligado à matemática sem ter essa matéria há 13 anos tirei a brilhante nota de 0,5. Podem chover comentários a gozar que pouco me importa apenas te mostro que esses exames são exigentes. Já agora também te digo que andei 2 anos e meio a estudar à noite num EFA e fiquei com o 12º ano e graças a isso tenho hoje em dia um emprego na área que sempre quis. Foi pena aos 15 anos reprovar no 10º ano e preferir ir trabalhar mas isso não faz de mim semi-analfabeto, mas faz de ti preconceituoso ou talvez um licenciado sem emprego como a maioria neste país.

  14. José

    Foi para um curso rasca. Está namesma à rasca!!

    Porque não tentou engenharias e medicina se é assim tão "brilhante#

  15. Mário Dinis

    São os burros carregados de livros.

    São formados em burrologia.

    Arre, arre, burro

  16. José Santos

    Não é burrulogia, mas sim burrologia

    Arre burro

  17. TodoLáDentro

    Aposto que vai ter mais sucesso que alguns palhaços que aqui escrevem !

  18. CAITANA

    Os cursos da Novas Oportunidades n são faceis de concluir. Há imensas provas k n existem na escola normal, em 9 meses tu tens de fazer provas orais, apresentar reflexões escritas por cada modulo, há que apresentar um programa á comunidade no final do curso o que é bastante complicado, e os modulos existentes n sao só as disciplinas base alem de cidadania tmb há merchandising, garantias, atendimento em tuga e camone, politica, gestão de stocks NÃO É FÁCIL….e no fim de tudo tens 2 meses de estagio só depois é que és vaalidado ou não.
    O.K.?

  19. Baha

    o secundário normal também tem estágios ó CAITANA

  20. someone

    Acho bm… tb é uma tacada para alguns profs que fartam-se de prejudicar alunos para os pais pagarem explicações… eu tou a acabar tb pelas novas oportunidades, pk a disciplina k me falta (programação) ja n existe, assim como o meu curso tecnologico de informatica… tentei 2 anos acabar as disciplina com um prof k afirmava k nunca me haveria deixar acabar o curso de informatica… por ser um aluno mais comportado? n me pareçe… sempre tive nota superior a 18 em merito pessoal, só n dava afinal pa informatica…

  21. MJR

    Não critiquem os exames para maiores de 23 anos, pois as pessoas que entram no ensino superior é porque detêm conhecimentos, e muitas não concluíram o 12 ano porque tiveram de ingressar no mundo do trabalho, pois à 15 – 20 anos atrás, além de não se falar tanto em crise, os papás não aguentavam os filhos a estudar a vida inteira para adquirir um diploma para colocar numa moldura. Também à 15 – 20 anos atrás era difícil fazer as disciplinas do secundário, ao contrário de agora que o complicado é reprovar um aluno até ao final do 12º ano…

  22. RAMOS

    todas essas pessoas, que criticam as novas oportunidades deveriam ter tido dificuldades… nos seus estudos a 20 anos atrás! por este ou aquele motivo… dificuldades financeiras dos familiares ou pura e simples mente… pouca vontade de estudar, sim pouca vontade de estudar, só os meninos mimados e os ciumentos é que podem pensar assim, talvez como alguém referiu são pessoas frustradas com a vida. E que não conseguem arranjar trabalho… é que gostam de deitar os outros a baixo… Bem já chega de conversa fiada, todos devemos ter oportunidades na vida e esta quem poder é de aproveitar… não desistam, nunca,nunca leve o tempo que levar…! Eu sou licenciado em desporto e não devo nada a ninguém na minha profissão, mas é claro um bocadinho de humildade não faz mal a ninguém… e lembrem-se estamos sempre a aprender….! COM TODOS. PS. entrei na universidade no regime maiores de 23 anos.

  23. JOSÉ LUIS

    fREQUENTEI O ENSINO RECORRENTE ATÉ AO 12º ANO E DEIXEI ALGUMAS UNIDADES DE PORTUGUES E INGLES PARA TRÁS, TENDO CONCLUIDO AS RESTANTES, NO CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM T.I.
    PARA COMPLETAR O 12º ANO, FREQUENTEI AS NOVAS OPORTUNIDADES E FOI COMO SE COMEÇASSE DO PRINCIPIO. aLIÁS APESAR DE JÁ TER CONCLUÍDO, FIQUEI COM A SENSAÇÃO QUE EM VEZ DE APRENDER ALGUMA COISA, ENSINEI FOI OS PROFESSORES DO CURSO. È UM TRABALHO MUITO EXIGENTE E QUE REQUER MUITA PESQUISA E CONHECIMENTO GERAL. SÓ FALA MAL DAS NOVAS OPORTUNIDADES, QUE É IGNORANTE NA MATÉRIA.

Deixe a sua opinião




Template WordPress por Sybo
(C) 2013 lixei.me - Todos os direitos reservados